Relatos de Fé


Solange Barcelos de Carvalho - Copacabana - Rio de Janeiro


Bom dia! Meu nome é Solange Barcelos de Carvalho, tenho 61 anos e recebi o Ohikari há 5 anos.
Logo após minha Outorga, quis ler mais sobre Meishu-Sama e Seus Ensinamentos adquirindo de imediato vários de seus livros.
Lembro-me que li todos os títulos, de todos os volumes, para saber qual seria o primeiro. O que chamou minha atenção foi o Ensinamento “O Espírito precede a matéria”, que li de imediato.
Depois de lê-lo, comecei a lembrar-me de muitas coisas que vivi, como uma “previsão”, durante minha infância e adolescência. E então comecei a entender que tudo está pronto no Mundo Espiritual, esperando apenas nós estarmos prontos para termos a permissão de receber.
Na infância, pensava em ter um Altar, em minha futura casa, mas para Deus. E após um ano e sete meses que me tornei messiânica, tive a permissão de entronizar o Altar em meu Lar.
Após a entronização, comecei a “conversar” com Meishu-Sama, dizendo que gostaria de caminhar os caminhos que ele percorreu, já que não tivera a permissão de seguir os caminhos de Jesus, em Jerusalém.
E, com três anos de membro, tive a permissão de peregrinar aos Solos Sagrados do Japão. Em 1º de agosto de 2016, eu estava em Atami, participando do Culto dos Antepassados e também pela Paz Mundial.
Foi nesse dia que tive a grande permissão de apertar a mão de Kyoshu-Sama por duas vezes, e também de sua esposa.
Era uma emoção e felicidade indescritíveis, porque além de estar percorrendo os caminhos pelos quais Meishu-Sama passou, ainda apertei a “Sua Mão” através de seu neto e atual Líder Espiritual.
Voltei ao Brasil convicta de que deveria seguir os passos de Meishu-Sama, seguindo as orientações do nosso 4º Líder Espiritual e seu descendente.
Logo após o nascimento da Igreja Mundial do Messias, em outubro de 2018, cadastrei-me como fiel. Na virada do ano, em oração diante do altar de meu lar, fiz um único pedido pessoal a Deus e a Meishu-Sama: que tivesse a permissão de morar perto da nossa nova Igreja para “melhor” dedicar na Obra Divina.
No dia 16 de janeiro, embora estivesse purificando severamente com o meu joelho, pude dedicar no espaço onde seria inaugurada a primeira unidade da Igreja Mundial do Messias aqui no Rio de Janeiro, em Copacabana, fato esse que aconteceu no dia 20 de janeiro.
Apresentei-me a uma das ministras responsáveis e fui convidada por ela para acompanhá-la em uma oração, junto com uma senhora que também é fiel.
Conversamos um pouco antes da oração, quando apresentei-me e disse-lhes que morava em Ramos. Foi quando senti uma forte vontade de contar-lhes o sonho que tinha, desde a juventude, de morar em Copacabana.
Para minha surpresa, essa senhora tinha um apartamento que estava sendo-lhe entregue e ela queria alugá-lo. As lágrimas rolaram, sem controle, e senti uma grande emoção ao lembrar-me do pedido que havia feito no Altar de meu lar no dia 31 de dezembro. Nesse exato momento, foi feita a ponte ligando-me à proprietária, o que resultou na concretização do meu sonen e na realização do meu sonho.
E hoje venho compartilhar com todos os senhores que, desde o dia 27 de fevereiro deste ano, sou vizinha da nossa Igreja, morando aqui em Copacabana.
Mais uma vez, pude confirmar o ensinamento “O Espírito precede a matéria”. Tenho certeza de que só precisamos nos preparar para receber o que já está pronto no Mundo Espiritual.
Agradeço muito ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama, a Jesus, aos meus ancestrais e antepassados, à ministra que se encontrava na unidade naquele dia e à senhora que, confiando em mim, permitiu que eu entrasse em seu móvel para morar.

Muito Obrigada!